compartilhe

0

0

Saúde

5 km: desafio e superação

Por
Redação
Foto: Thinkstock.

Foto: Thinkstock.

Quando um desafio passa a fazer parte da rotina e inclui a participação em provas, sugiro às corredoras iniciar a empreitada na distância de 5 km.

A continuidade nos treinos de corrida, por pelo menos 6 a 8 meses, a fará apta e motivada e, só então, será ideal empreender um esforço maior, que a possibilite testar ritmo, capacidade de superar quilômetros e avaliação das reações.

Sempre procuro tranquilizar as iniciantes e alertá-las a estarem atentas, concentradas e focadas em respeitar seus batimentos cardíacos em esforço, a aprender a ouvir seu corpo, bem como o ritmo por quilômetro em que se sinta confortável. Para isso, é útil prestar atenção nos treinos específicos, manter-se correndo em equilíbrio com sua respiração, realizando uma troca eficiente e segura.

A ansiedade é inevitável e, para driblá-la, é mais interessante dividir a distância por etapas, e ir, a cada quilômetro, se controlando para não largar muito forte. Um breve aquecimento de 6 a 10 minutos é importante para começar a soltar a musculatura e preparar todo o corpo ao esforço.

Nesta fase, alongar levemente é indicado para diminuir a tensão, movendo braços, pernas, tornozelos e lombar. E não deixe de cuidar da hidratação e da alimentação: nunca pratique corrida em jejum.

Sentiu-se muito cansada durante o treino? A respiração ficou ofegante demais? Diminua o ritmo, caminhe por alguns minutos, equilibre seus sinais vitais e retome gradativamente. Curta e aproveite o evento, esses simples atos a ajudam a diminuir a tensão.

É na companhia de outros corredores que você poderá encontrar apoio e sincronia no ritmo. Observe as pessoas nos treinos, busque referências e as acompanhe. Se estiver muito forte ou fraco, mude de “parceiro”, até encontrar alguém no seu ritmo e descobrir qual é a sua velocidade ideal para sentir-se confortável. As corridas devem possibilitar opções, atitudes positivas, e não a cobrança desmedida.

Após a prova, avalie como vivenciou a experiência. Correr é desafiar limites, e tem um significado ímpar, que passa a incorporar a dinâmica de seus treinos. Aponte objetivamente as dificuldades encontradas, em que altura da prova ou treino ficou mais cansada, como agiu e reagiu nesta hora, como terminou a corrida, se correspondeu à sua expectativa e o que pode ser incorporado ao treino a partir da situação.

Certamente você vai se sentir gratificada e realizada, mais confiante para continuar a correr e estabelecerá novos limites. Treinar para participar de provas exige disciplina, seriedade, mas também leveza e um novo olhar para as capacidades que a corrida traz e cria para as mulheres, que é a pratica com gosto e alegria. A competição gratifica, produz novos espaços, nos faz mais fortes e confiantes para o que vem pela frente.