compartilhe

0

0

Saúde

Adeus, efeito sanfona!

Por
Redação
Ilustração: Thinkstock.

Ilustração: Thinkstock.

Você deve saber muito bem como é esse tal de efeito ioiô: a gente emagrece, permanece magra por um tempo e, de repente, num piscar de olhos, volta a engordar tudo de novo. E aí rola um desespero, uma nova dieta, um emagrecimento rápido, depois quilos a mais na balança… Um verdadeiro círculo vicioso: repetem-se os erros, repete-se o fracasso. Para que isso não vire rotina na sua vida, o psicólogo e psicoterapeuta Marco Antonio de Tommaso, credenciado pela Associação Brasileira para Estudo da Obesidade, revela que decisões você deve ter em mente para emagrecer e permanecer magra.

 

Mude o estilo de vida. Coloque na cabeça que isso é uma decisão eterna – é muito mais do que fazer dieta para perder peso por algum tempo.

Rompa com velhos hábitos. Pense que eles só trouxeram prejuízo e assuma novos comportamentos que, com o tempo, irão se tornar hábitos saudáveis e automáticos.

Procure um nutricionista. O profissional especializado pode prescrever uma reorientação nutricional compatível com o seu estilo de vida, a sua realidade, as suas necessidades e preferências. Você precisa reaprender a comer.

Assuma a responsabilidade por seu emagrecimento. Você é a principal interessada em perder peso. Emagreça por você, para se sentir bem – e não para agradar o namorado, para a festa de formatura da prima ou porque a moda pede um corpo enxuto.

Elabore um plano de ação e coloque-o em execução. A maioria das pessoas arranja uma série de desculpas para adiar o início do processo, porque mudanças assustam. Mas prorrogar a decisão é piorar a situação – é sentir-se derrotada sem ter lutado. Troque a lamentação por ação agora mesmo!

Estabeleça metas realistas. Não pense “vou perder 10 quilos em um mês” ou “vou correr 15 km amanhã”. Metas inviáveis levam à frustração.

Tire a motivação de dentro de você. Errou? Corrige. Caiu? Levanta. Insucesso não é fracasso, é oportunidade de aprender alguma coisa. Seja feliz para emagrecer, não espere emagrecer para ser feliz.

Seja flexível. Nem tudo sairá conforme previsto. Haverá, sim, situações imprevisíveis no meio do caminho. Por isso, tenha um plano B para as circunstâncias que não podem ser previstas.

Desenvolva sua autoestima. Você merece ser feliz e obter o resultado desejado. Seja sua melhor amiga ou uma boa mãe para si mesma. Ame-se incondicionalmente. Tolere suas imperfeições, mas tente corrigi-las. Antes de dar desculpas absurdas para comer mais, pergunte-se: “será que vai ser bom para mim?”.