compartilhe

0

Colunistas

21 km da Athenas: uma nova barreira a ser quebrada!

"Não é o tempo que quero derrubar. Quero derrubar os 'nãos' que recebi, as calças que não fecharam ou os botões que explodiram na antiga barriga"

Gastando o tênisPor
Gastando o tênis

Uma hora, 34 minutos e 51 segundos: esse é o meu melhor tempo em uma meia-maratona, conquistado no último domingo (30/09) com muito suor, dedicação e com uma pitada de sofrimento. São nove minutos a menos com relação ao meu antigo recorde na distância e posso dizer que é a barreira do meu limite – e é essa barreira que quero ultrapassar nos 21 km da  Athenas SP daqui um mês.

E não é só pelo tempo, é pela chance de mostrar, mais uma vez, que podemos alcançar objetivos que parecem distantes do nosso perfil. É por ter ouvido um “você não vai conseguir” lá atrás que agora posso responder com o peito cheio de alegria: “estou conseguindo”. Pode até parecer exagero, mas para quem não corria há um ano e meio, fechar 21 km em um pace de 4:30min/km é louvável, né?!

MAIS
Planilha: melhore seu tempo nos 21 km
Planilha para começar a correr e perder peso

Somos corredores da vida real, que lutam diariamente para cumprir as obrigações profissionais, sociais e pessoais e que encontram, no único horário disponível, a chance de treinar e mudar de vida. Pessoas que deixam de dormir um pouco mais ou de encontrar com os amigos para correr. Quem acompanha o Gastando o Tênis no Instagram já deve ter me ouvido falar sobre isso.

Não é o tempo que quero derrubar. Quero derrubar os “nãos” que recebi, as calças que não fecharam ou os botões que explodiram na antiga barriga. Quero derrubar os olhos incrédulos de quando comecei a correr e, principalmente, o “você não vai conseguir”.

Óbvio que pode ser que não consiga diminuir o tempo. Faz parte do esporte! E é o que deixa a batalha ainda mais interessante e imprevisível. Mas, acreditem, não faltará empenho e dedicação. Conto com a torcida e a energia positiva de vocês!

Por que a Athenas?

No ano passado, a Athenas foi a minha última meia-maratona. E foi nela também que fiz, pela primeira vez, uma prova na distância com pace inferior a 5 min/km. Inclusive, em 2017, contei como foi a prova aqui na coluna.

A prova tem características importantes, como o percurso predominantemente plano da Marginal Pinheiros e largada às 6h30, que me dão a certeza que é perfeita para o desafio. Além de tudo, poder dividir esse momento com corredores de todos os tipos que poderão escolher entre três distâncias: 7 km, 14 km e 21 km. O que acham de dividir esse momento comigo? As inscrições ainda estão abertas!