compartilhe

0

0

Colunistas

De sedentários a meio maratonistas em um ano

Encarar os 21K parecia algo impossível quando Ludmila e Murillo começaram a correr. Mas eles acreditaram nesse sonho e chegaram lá

Gastando o tênisPor
Gastando o tênis
De sedentários a meio maratonistas em um ano

Fotos: Arquivo pessoal

Um ano e meio atrás, Ludmila e eu não nos imaginávamos correndo sequer 1 km. Era um sacrifício danado caminhar 500 m. Se alguém nos falasse que poderíamos completar uma meia maratona, iríamos rir! Era um acontecimento impossível naquele momento.

Tudo começou a mudar quando demos o primeiro passo. Aceitamos nossas condições e decidimos sair do sedentarismo. A Ludmila foi a primeira. Eu, Murillo, iniciei logo após. Mas, mesmo depois que você começa a correr, algumas distâncias parecem inatingíveis. Parecem, mas não são. Basta que sua força de vontade seja maior do que a dos obstáculos que surgirem.

Foi com essa determinação que enfrentamos o desafio de completar uma meia maratona. Sabíamos que éramos capazes, mas não tínhamos ideia do caminho a ser percorrido. Nem se chegaríamos inteiros na linha de chegada. Nossos treinos longos não passavam dos 15 km. Tínhamos diversas provas de 5 km, 8 km e 10 km no currículo, mas nada tão expressivo como os 21,097 km.

O CAMINHO PARA CHEGAR LÁ

Quando você encara um grande desafio pessoal, uma das coisas mais importante para vencê-lo é aceitar seus limites. É preciso entender que há corredores com tempos melhores do que o seu e que, talvez, seja necessário até caminhar durante a prova. E isso, gente, é natural. Ninguém é obrigado – nem deve se cobrar por causa disso – a ser rápido ou correr todos os quilômetros.

MAIS 
Complete a meia maratona a 6 min/km  
Faça provas menores para se preparar bem para uma corrida longa

Sempre ouvimos que o melhor de uma prova longa (sim, para nós, a meia maratona é longa demais) era a preparação para ela. É verdade. No entanto, os treinos também são o melhor momento para descobrir suas capacidades. Foram nos solitários longões que percebemos que éramos fortes para enfrentar o desafio. Realmente, não é fácil levantar antes do sol raiar, calçar o tênis e sair para correr 16 km, 18 km, 20 km.

De sedentários a meio maratonistas em um ano

Foram 40 dias de treinos específicos para a prova. Seguimos à risca o que foi planejado. Tivemos acompanhamento médico, fisioterápico e, claro, com o professor do nosso grupo de corrida. Alimentação balanceada, treinos precisos e trabalho psicológico específico para enfrentar a distância.

Outro fator determinante para tudo sair bem é foi a escolha da prova. Pesquisamos as corridas disponíveis e avaliamos cada detalhe: organização, percurso, altimetria, quantidade de pontos de hidratação, horário da largada etc. No nosso caso, decidimos por correr a Asics Golden Run, em São Paulo, no início de junho.

A CORRIDA É IMPREVISÍVEL

Por mais que você se dedique ao máximo nos treinos, não dá para prever o que vai enfrentar em uma prova. E isso ocorre tanto para o bem quanto para o mal. Às vezes, vamos para a largada achando que não estamos prontos o suficiente, e fazemos uma bela corrida. Por outro lado, há dias em que nos sentimos ótimos, e algo dá errado no percurso. Foi o que aconteceu com a gente na primeira meia maratona.

Quebramos no trecho final da prova. Eu sofri com o cansaço a partir do quilômetro 18, e a Ludmila teve uma forte dor no joelho por volta dos 15 km, que a fez terminar a corrida mancando. Mas cruzamos a linha de chegada felizes e vitoriosos. Com a sensação de sonho realizado.

Para alguns, pode até parecer pouco. Porém, para nós foi algo sensacional. Não importa o tempo, se caminhamos ou não durante o percurso… O que realmente vale é que vencemos mais um obstáculo, que realizamos um sonho. E é isso que deve ser levado em consideração. Independentemente do que falam, o que fica mesmo é a sua vitória.

De sedentários a meio maratonistas em um ano

Ao estrear nos 21K, tivemos a mesma sensação de quando cruzamos a linha de chegada da primeira corrida de nossas vidas. E queremos que ela se repita quando nos tornamos maratonistas. Que os nossos e sonhos e o de vocês na corrida continuem sendo realizados.

Hoje ainda pode parecer impossível para você fazer uma meia maratona. No entanto, não ria quando alguém falar que dá para encarar a distância. Se essa for sua vontade, planeje, espere o momento certo e dê o primeiro passo. Logo você estará terminando os 21,097 km.