compartilhe

0

Colunistas

Acerte na sua refeição pós-treino

Equilibrar o consumo de carboidratos e proteínas é escolha ideal para melhorar a recuperação do organismo

Bruna PavãoPor
Bruna Pavão

Quando falamos em nutrição esportiva é comum surgirem dúvidas com relação à refeição pós-treino. Se você fez um treino intenso e gastou suas reservas de energia e fibras musculares, não há outra forma: é preciso recuperar por meio da alimentação.

O pós-treino tem como objetivo recuperar a energia gasta e garantir o crescimento e fortalecimento muscular. E, para isso, é preciso consumir uma proporção balanceada de carboidratos e proteínas.

Em relação aos carboidratos, nunca elimine esta opção da sua alimentação diária! Eles são muito importantes para fornecer energia (pré-treino) e reabastecer as reservas de glicogênio e liberar insulina para ajudar no transporte de proteínas para os músculos (pós-treino).

MAIS
4 motivos para correr a Run The Bridge em 2018
Planilha para meia-maratona sub-2h
9 coisas que nenhum corredor deveria fazer

Não é preciso ter medo do consumo de carboidratos, apenas é preciso estabelecer uma boa estratégia da quantidade e qualidade do alimento escolhido para consumo, evitando assim o catabolismo – perda de massa muscular.

Após os treinos, escolha na refeição pós-treino opções de carboidratos com alto IG, como granolas caseiras, frutas (banana, mamão, manga), aveia, batata doce, inhame, beterraba, abóbora e pães integrais, tapioca e bolacha de arroz.

Além disso, preocupe-se em consumir a quantidade equilibrada entre carboidratos e proteínas que sejam absorvidas rapidamente. A síntese de proteína é o processo que a transforma em tecido muscular, garantindo o reparo.

Os alimentos mais comuns e acessíveis de fonte proteica são iogurtes, ovos, cottage, soja, quinoa, tofu e variedades de feijão. Prefira proteínas com pouca quantidade de gordura, pois são melhor digeridas.

Você pode preparar pastinhas de tofu e feijão para aumentar o aporte de proteínas no pós-treino e variar a forma de consumo desses alimentos. Uma dica é ser criativo na cozinha e explorar novas texturas dos alimentos. Isso facilitará muito o consumo adequado no pré e pós-treino.

Lembre-se que todas as estratégias alimentares devem ser adequadas de acordo com a sua necessidade nutricional, seu objetivo e a estrutura do seu organismo. Procure um nutricionista para te auxiliar neste processo!