compartilhe

0

0

Colunistas

Seu treino precisa trazer saúde e prazer

O modelo de atividade física baseado na dor e no sofrimento nem sempre garante resultados e pode contribuir com o sedentarismo

Nuno Cobra Jr.Por
Nuno Cobra Jr.

Treinamento Consciente

“No pain, no gain”. Este é o slogan que define a indústria fitness mundial nas últimas três décadas. A simples frase deixa uma mensagem bastante clara para quem está lutando contra o sedentarismo e/ou o excesso de peso: sem dor e sofrimento, é impossível alcançar resultados.

Isso não é verdade. E a ciência vem demonstrando que a abordagem, proposta pelos treinamentos de alta intensidade, nem sempre traz resultados efetivos. Pior que isso: pode contribuir para distanciar as pessoas do exercício.

Um dos indicadores que pode comprova o que digo é a taxa de desistências nas academias, que gira em torno de 50% após três meses, segundo relatório anual da International Health, Racquet & Sports Club Association (IHRSA) – associação que reúne as academias em todo o mundo.

TREINAMENTO CONSCIENTE

Um modelo de exercício baseado na dor e no sofrimento não se revela sustentável. A atividade física, que deveria ser fonte de prazer, vira uma obrigação. As pessoas desistem e, por fim, se sentem frustradas e insatisfeitas por não conseguirem alcançar os modelos de beleza difundidos nas capas de revistas e redes sociais.

Isso causa um grande impacto na saúde pública, estimulando o uso de anabolizantes e criando uma eterna insatisfação com o próprio corpo. Também gera mais um fator de estresse na vida das pessoas e provoca um aumento brutal nos casos de depressão e transtornos alimentares. Só nos EUA, três milhões de indivíduos utilizam anabolizantes com finalidades estéticas. A indústria do fitness se transformou em um problema de saúde pública. Foi de olho nisso que idealizei o Movimento Treinamento Consciente (saiba mais aqui), um verdadeiro manifesto contra essa cultura da exaustão física, que sustenta uma inversão de valores por priorizar a estética, e não a saúde. 

MAIS
Os benefícios da corrida em curto, médio e longo prazo
Fazer exercício uma vez por semana também é saudável

É HORA DO EXERCÍCIO VIRAR UM REMÉDIO BOM

Transformar a atividade física em uma pílula ruim, que deve ser tomada para termos saúde, beleza e magreza, alimenta e colabora com o sedentarismo. E a indústria fitness fez da atividade um “remédio” intragável para a grande maioria da população, por meio de um treinamento que prega o sofrimento. Automaticamente, ela se transformou em uma aliada do sedentarismo, por mais paradoxal que isso possa parecer.

O modelo atual traz efeitos colaterais, como riscos cardíacos, lesões ortopédicas, aumento de hormônios ligados ao estresse, envelhecimento precoce, entre outros. O Movimento Treinamento Consciente surge como uma das principais vozes da contracultura da atividade física no mundo.

O prazer ao fazer exercício é o que impulsiona os resultados. Para ser efetivo, o treino deve ser incorporado a uma rotina. Esse é o grande segredo. Caso esta atividade seja prazeirosa e equilibrada, o desafio será muito mais acessível e convidativo para uma grande parcela da população. Você, que corre e adora sentir os benefícios da endorfina no corpo concorda com isso, não?