compartilhe

0

Medicina esportiva

Conheça as 5 principais lesões dos corredores

Saiba como se manter longe da canelite, dor anterior no joelho e fraturas por estresse, entre outros problemas

Daniel VelosoPor
Daniel Veloso

Todo resultado positivo em uma corrida é construído com esforço, superação e disciplina. Apesar disso, o desempenho no asfalto deve ser acompanhado de um trabalho fora dele para evitar um dos piores adversários dos atletas: lesões.

Inscreva-se para a Cosan SP City Marathon!
21K | 42K | SP 28.07

O Sua Corrida conversou com o ortopedista e médico do esporte Sérgio Maurício sobre o assunto. Ele montou uma lista das 5 principais lesões em corredores e deu conselhos sobre como evitá-las.

Canelite

É a inflamação dos tendões e músculos que ficam ao redor do osso da perna chamado tíbia. Essa lesão é caracterizada por dor na região da canela durante o exercício, mas pode continuar mesmo no repouso.

Fascite plantar

Consiste em uma inflamação que atinge o tecido que reveste a planta do pé. A fascite costuma atingir um em cada cinco corredores.

Dor anterior no joelho

Também conhecida como condromalácia, é um desgaste na cartilagem do joelho, numa região chamada côndilo femoral, que acaba ocasionando dor e inflamação. É uma lesão mais comum em mulheres.

Fraturas por estresse

É um desgaste ósseo que acontece devido à sobrecarga e exercícios repetitivos de grande intensidade. Se não for tratada, a fratura interna pode virar uma deformação na anatomia do osso, ou seja, uma fratura completa.

Tendinite do Aquiles

Essa lesão causa dor no calcanhar, principalmente na hora de usar escadas. É típica de um aumento repentino de atividade esportiva.

Conheça 5 sinais de que seu corpo precisa de um descanso

Sérgio explica a principal origem dessas lesões: “Elas acontecem por esforço repetitivo, ou seja, por algum motivo ultrapassamos o limite que aquele tecido suportaria e desequilibramos a balança microlesão X recuperação, ocasionando rupturas dos tecidos e inflamações”.

Quando o assunto é prevenção, o ortopedista carioca pede atenção para os seguintes detalhes: volume de treinos, tipo de terreno da corrida, má hidratação, alimentação pobre em nutrientes, estresse, desrespeitar as planilhas de treino e falta de musculação, funcional ou pilates.

“O controle dos fatores leva a uma prevenção, e não à ausência de lesões. Todo esporte lesiona, mas se os devidos cuidados forem tomados podemos minimizar os riscos e reduzir a gravidade delas”, finaliza Sérgio.