compartilhe

0

Medicina esportiva

Já ouviu falar na lesão SLAP? Saiba como identificar

A dor se caracteriza na parte anterior do ombro e aparece quando tentamos fazer movimentos acima da linha do ombro

Redação WRunPor
Redação WRun

Por Dr. Leandro Gregorut*

Por acaso você sente dor quando faz algum movimento com seu braço acima da linha do ombro? Ou ainda, durante a prática de esportes que exigem movimentos específicos como tênis, basquete, vôlei ou handebol? Você sabia que isso pode indicar um problema na cartilagem do ombro?

Normalmente, esse problema na cartilagem do ombro acontece quando um atleta profissional, ou amador, faz um movimento de rotação em alta energia na área. Tal como os movimentos de arremesso, com alta quantidade de energia do corpo passando pela região, movimentando várias vezes durante o treino, ou durante a carreira do atleta.

Quando ocorre, essa lesão acaba machucando uma cartilagem chamada de glenoumeral, que é o encaixe do osso do braço (úmero) na escápula. Ela estabiliza o ombro, mas, em movimentos de abdução e rotação externa, traciona o bíceps, que se insere nessa cartilagem. Por repetir muitas vezes, a tração da cabeça longa do bíceps acaba destacando a cartilagem no ombro.

Exageros na musculação ou no crossfit, treinos exigentes e longos na natação, em algumas artes marciais e nos esportes com bola podem favorecer este tipo de quadro, ou a inflamação na região. A dor se caracteriza na parte anterior do ombro e aparece quando tentamos fazer movimentos de elevação lateral, ou de elevação frontal, acima da linha do ombro.

Quando a lesão ocorre na cartilagem, se chama “Slap Lesion”, do termo em inglês que significa “Lesão Labral Superior do anterior para posterior”. Essa lesão acontece na inserção do cabo longo do bíceps no ombro e pode te impossibilitar de continuar realizando suas atividades e treinos.

Caso tenha identificado algum destes sintomas, é importante buscar o médico adequado e fazer um exame físico, seguido de uma ressonância um pouco mais potente, chamada “Ressonância 3 Tesla”.

O tratamento do Slap Lesion normalmente, é cirúrgico, através da artroscopia, com pequenos cortes de meio centímetro. Não há tratamento conservador, porque ele é simplesmente sintomático. Ou seja, será indicado um remédio e exercícios de fisioterapia para reduzir a dor, mas não será resolvido o problema da falta de inserção da cartilagem.

Na cirurgia, é possível colocar a cartilagem de volta no lugar, para que ela cicatrize no local correto. E o processo inflamatório volta ao normal, com ajuda de repouso, fisioterapia e o processo de fortalecimento seguinte.

*Dr. Leandro Gregorut é Ortopedista, especialista em joelho, ombro e cotovelo, na Clínica MOVITÉ e no Hospital Sírio Libanês e especialista em Medicina Esportiva pela Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte. Já atuou como médico da seleção brasileira de handebol.