compartilhe

0

Notícias

Marcelo Avelar vai tentar ganhar as quatro provas do Desafio do Dunga

Brasileiro conta como será sua preparação para alcançar este feito inédito

Lucas ImbimboPor
Lucas Imbimbo

Maratonista Desafio do Dunga

Completar provas de 5 km, 10 km, 21 km e 42 km em dias consecutivos não é tarefa para qualquer um. Ser campeão em todas elas, muito menos. Ainda mais correndo ao lado de atletas que irão disputar apenas uma das distâncias e estarão com as pernas descansadas. Pois esse será o grande desafio do treinador e maratonista brasileiro Marcelo Avelar, que vai tentar realizar o feito no Desafio do Dunga, em 2018.

Em 2016, Avelar foi o campeão das três primeiras provas (5K, 10K e 21K) do desafio realizado no fim de semana da Maratona da Disney, e ficou entre os dez primeiros colocados dos 42K. Agora, o objetivo é terminar as quatro corridas em primeiro lugar, algo inédito.

“Nós, atletas, vivemos sempre de superar desafios. Encaro este de tentar vencer todas as provas do Walt Disney Marathon Weekend como um dos maiores de minha vida. Espero não desapontar as pessoas que estão torcendo por mim, pois serão meses de dedicação para conseguir isso”, diz Marcelo Avelar.

Mais
Isabella treinou para os 21K, mas acabou correndo a Maratona da Disney
10 histórias que vão motivar você a fazer uma maratona

O Walt Disney Marathon Weekend acontece anualmente desde 1992 e conta com quatro corridas. Os 5 km (na quinta-feira), os 10 km (sexta), a meia maratona (sábado) e a Maratona da Disney (domingo). Os atletas podem se inscrever em uma ou mais provas, ou encarar os Desafios do Pateta (fazer os 21K e os 42K) e do Dunga (completar os 5K, os 10K, os 21K e os 42K). Em todas as competições, os participantes têm a experiência mágica de correr dentro dos parques da Disney. “Sempre tive o sonho de conhecer a Disney. Ter a oportunidade de ir lá pela primeira vez, para correr, foi incrível. Agora, voltarei para tentar realizar outro sonho”, diz Avelar.

A preparação para o desafio

Marcelo Avelar está treinado firme para fazer história. Além de investir em muitos exercícios de força, ele revela que tem simulando nos treinos o que vai encontrar nas provas, mas com um volume (distância) um pouco menor. “Corro em dias seguidos 3 km, 7 km, 15 km e 30 km, por exemplo.”

O atleta baiano, que hoje vive em São Paulo e é diretor da assessoria esportiva Corredores da Zona Norte, também faz trabalhos de adaptação ao percurso e a outras condições que encontrará em Orlando. “A largada lá é bem cedo (5h30). Então, procuro treinar em um horário parecido com o das provas. Além disso, como quase todo o trajeto é plano, tenho focado em correr em lugares sem subidas”, revela.

Ao todo, serão cinco meses de treino até a prova. Sendo quatro de preparação mais específica e um de rodagens leves, para recuperar o corpo e chegar descansado ao Desafio do Dunga. “Certamente vou viver uma grande experiência”, conclui Marcelo Avelar.