compartilhe

0

Notícias

Corredores duelam na etapa de qualifying da Under Armour Knockout Run

Selecionados para a primeira prova da marca no país, que acontece no próximo dia 24 de Novembro, registraram seus tempos na pista de atletismo do Estádio Ícaro de Castro Melo

Redação WRunPor
Redação WRun

A Under Armour Knockout Run será a primeira da marca realizada no Brasil e levará todos os participantes a um novo desafio no autódromo Velo Città, em Mogi Guaçu. O formato da prova foi inspirado nas maiores competições esportivas do planeta, colocando os corredores – acostumados a correrem apenas contra o relógio – para disputar posições “ombro a ombro” com seus concorrentes. Serão seis baterias eliminatórias de 3,5K cada (masculina e feminina), o equivalente a uma volta no circuito, consagrando o homem e a mulher de maior performance ao longo de toda a competição.

Nem mesmo a forte chuva que caiu em São Paulo foi empecilho para os participantes mostrarem suas armas no qualifying realizado na pista de atletismo do Estádio Ícaro de Castro Melo, nesta terça-feira, dia 5 de novembro.

Foi uma boa oportunidade para encarar e mostrar força aos concorrentes da prova mais desafiadora do ano. Os competidores correram duas baterias de 1.200m (equivalente a três voltas na pista) e tiveram os tempos somados para indicar a classificação final. Os 52 homens e 52 mulheres com o menor tempo somado se classificaram automaticamente para a final. Os demais terão de disputar uma bateria de repescagem no dia 24 de novembro, data da Under Armour Knockout Run.

Desde a primeira bateria o nível foi alto, com disputas equilibradas e muita emoção. Alguns optaram por dosar o ritmo nas duas primeiras voltas na pista e acelerar no final, como foi o caso do fotógrafo Leonardo de Carvalho.

“Eu vim de uma maratona há um mês e as pernas ainda estão um pouco pesadas. Minha ideia era sentir como os concorrentes estariam. Nas duas primeira voltas segurei um pouco o ritmo para ver como o pelotão iria correr. E na última volta, consegui forçar um pouco e me dei bem. Para o dia da prova minha estratégia é ir rápido desde o começo porque o nível é muito alto e se eu me poupar corro o risco de ser eliminado nas primeiras baterias”, explicou Leonardo, que ficou com o 34º melhor tempo e garantiu vaga sem precisar de repescagem.

Entre as mulheres não foi diferente, com muitas delas mostrando que farão bonito no dia 24. “Foquei meus treinos para chegar aqui bem e competir em alto nível. Para esse formato de disputa precisamos ser rápidas porque não adianta correr os 21K no mesmo tempo que faria uma maratona convencional. Eu não queria chegar em último na minha bateria e acabei conseguindo sair melhor do que imaginei”, contou a atriz Aline Samy.