compartilhe

0

0

Nutrição

Conheça os benefícios do ginseng para o treino

Pesquisas comprovam que a raiz asiática tem propriedades que ajudam a turbinar o desempenho físico

Daniel NavasPor
Daniel Navas

Os benefícios do ginseng

O ginseng chinês (Panax ginseng) foi descoberto na região da Manchúria, norte da China, há mais de 5 mil anos. O nome da plante vem da palavra chinesa “Renshen”, que significa ‘’raiz do homem’’, pois lembra o formato do corpo humano.

O vegetal é amplamente usado na medicina tradicional chinesa. Muitos especialistas orientais acreditam que entre os principais benefícios do ginseng está a capacidade de fortalecer o corpo e alma. “A raiz é tão valorizada pelos povo asiático que, em algumas ocasiões, é dada como presente, acondicionada em estojos especiais, inclusive com certificado de procedência. Além de ser consumida em forma de chá, suplementos ou in natura, a planta é utilizada em loções, sabonetes e cremes”, aponta Myleide Rodrigues Barbosa, nutricionista do aplicativo GetNinjas.

MAIS
17 nutrientes essenciais para quem corre
Alimentos que aceleram a recuperação muscular

REDUÇÃO DO CANSAÇO 

Após analisar mais de 150 estudos sobre o ginseng, um grupo de pesquisadores da Coreia do Sul confirmou que a raiz é capaz de inibir a fadiga. “O alimento favorece reações bioquímicas ligadas à produção energética do organismo. Ele minimiza o cansaço e ajuda a reduzir ou neutralizar metabólitos que prejudicam a performance do corredor”, aponta Fellipe Savioli, médico do esporte e nutrólogo, de São Paulo.

RECUPERAÇÃO RÁPIDA 

Em outra pesquisa, publicada no American Journal of Chinese Medicine, ficou comprovado que o potencial antioxidante do ginseng chinês é benéfico para praticantes de corrida, pois protege os músculos do estresse oxidativo proveniente do exercício intenso, melhorando assim a recuperação pós-treino. “Além disso, a raiz estimula a circulação sanguínea”, completa Myleide. Ou seja, mais nutrientes importantes para a recuperação muscular chegarão às fibras danificadas, acelerando sua regeneração.

COMO CONSUMIR 

Se você quer obter os benefícios indicados nas pesquisas, deve ficar atento. “Existem três tipos de ginseng: o chinês (ou coreano), o americano e o siberiano. O que apresenta maior evidência científica de sua eficácia é o primeiro”, comenta Savioli.

O indicado é ingerir o alimento de 30 minutos a 1 hora antes do treino. “A dose varia muito para cada pessoa. Convém começar com uma quantidade baixa, em torno de 200 mg, e aumentar gradativamente”, explica o médico.

Você pode ingerir o ginseng tanto em chá quanto em cápsulas, mas nunca deve fazer isso sem antes consultar um médico ou nutricionista. Por ser estimulante, a substância pode causar insônia, aumento da pressão sanguínea, taquicardia, irritação e alterações menstruais. Gestantes, pessoas com doenças autoimunes, mulheres com câncer de útero, ovário, endometriose ou miomas não devem consumir o alimento de forma alguma.