compartilhe

0

Produtos

Tire suas dúvidas sobre meias de compressão

Veja para que serve o acessório, quando e como usá-lo e como vesti-lo

Redação WRunPor
Redação WRun

Faz já muitos anos que meias de compressão deixaram de ser um acessório medico e invadiram o mundo da corrida. Inicialmente desenhadas para ajudar em doenças como diabetes, varizes, edemas e outros problemas venais, as meias ganharam adeptos no mundo esportivo por prometer melhorar a circulação sanguínea e ajudar na recuperação muscular.

Meias de compressão (e outros acessórios, como canelitos, manguitos e blusas) são feitas de um material elástico forte e resistente. Ele comprime as veias da superfície da perna, bem como artérias e músculo, para facilitar a circulação sanguínea. O sangue é empurrado por canais menores, para que ele flua com mais eficiência, retornando ao coração mais rapidamente e evitando que ele se acumule nos pés.

Cosan SP City Marathon acontece no dia 28 de julho
com distâncias de 21K e 42K

Tire suas dúvidas sobre meias de compressão:

Como elas funcionam? 

Os adeptos das meias de compressão insistem que o produto pode melhorar a circulação sanguínea, reduzir a concentração de lactato durante a corrida e controlar a oscilação muscular vinda do impacto do exercício. A maioria dos estudos feitos a respeito, no entanto, não encontrou benefícios concretos derivados do uso das meias durante a corrida.

Mas quando o assunto é recuperação, os resultados são mais promissores. “Há evidências suficientes para recomendar o uso de meias de compressão para recuperação muscular em muitas modalidades atléticas, inclusive em corridas longas”, diz o Dr. John Jakeman, da Escola de Ciências Sociais e de Saúde na Universidade de Abertay Dundee, na Escócia.

Um estudo de 2015 do Journal of Strength and Conditioning Research apontou que vestir as meias por 48 horas após uma maratona melhorou a performance dos corredores em um teste na esteira feito duas semanas depois – indicando que os atletas que usaram a meia se recuperaram mais rapidamente.

Outros estudos confirmaram que as meias podem reduzir dores musculares, inchaço, lesões e inflamações graças ao aumento na circulação.

 

Para que serve a meia de compressão na corrida?

Há diversos estudos sobre a função que as meias de compressão podem ter na corrida, mas os resultados até agora foram inconclusivos. De maneira geral, os estudos concluem que o maior valor da meia de compressão é quando usada durante a recuperação. E se você se recupera bem, corre bem, ou seja, vale o artifício.

Também foi sugerido que possa ocorrer o “efeito placebo” com quem usa a meia de compressão durante treinos ou provas. Mesmo que não haja um efeito comprovado, apenas vestir o acessório faz a pessoa pensar que está indo melhor, o que a faz de fato corer melhor. Mais uma vez, um exemplo da força da mente sob reo corpo. Conclusão: se você acredita que usar a meia de compressão melhora sua performance, isso provavelmente acontece mesmo.

 

Meias de compressão

Meias de compressão

A pressão é uniforme?

A maioria das marcas oferece produtos de compressão gradual, que costuma ser mais apertada em volta dos tornozelos e menos apertada perto do joelho. Isso tem o efeito de empurrar o sangue perna acima, prevenindo o inchaço do pé e do calcanhar.

Como a pressão é medida?

Por serem acessórios de origem médica, as meias de compressão têm um sistema gradativo baseado em mmHg, milimetros de mercúrio. Os níveis são os seguintes:

Leve (8–15 mmHg)

Médio (15–20 mmHg)

Firme (20–30 mmHg)

Extra Firme (30–40 mmHg)

RX (40–50 mmHg)

A maioria das meias de corrida ficam entre o níve leve e o moderado. O nível RX é reservado a problemas de saúde graves, como coágulos. Estudos mostram que um nível de 20 mmHG costuma ser eficiente para a recuperação. Como muitas marcas não divulgam os números de mmHG de seus produtos, vale experimentar até encontrar meias que sejam confortáveis para você.

Quando devo usar meias de compressão?

Muitos atletas gostam de vestir meias ou canelitos de compressão durante treinos e provas, para aumentar o fluxo sanguíneo na parte inferior das pernas (geralmente a compressão das meias usadas durante o exercício é mais baixa).

Atualmente, o uso mais indicado é no pós-prova, por até 24 horas depois do exercício. Se você vai viajar até a sua próxima prova, também vale vestir as meias, que ajudam na circulação na hora de encarar um voo longo ou muitas horas dentro de um carro.

Tente fazer treinos com e sem as meias, e prefira vesti-las em dias frios, treinos muito longos ou quando você sentir o corpo cansado – através da experimentação, você vai encontrar o que funciona melhor para você.

Que outras vantagens tem a meia de compressão?

Usar meias longas ou canelitos de compressão pode trazer outras vantagens:

  • Proteção das pernas: meias compridas protegem sua pele de pequenos arranhões , abrasões ou ervas venenosas (principalmente em corridas em trilha como a Landscape Trail Run)
  • Anti-inchaço: já foi provado que a tecnologia de compressão limita o inchaço dos pés e das pernas, especialmente para quem passa o dia todo em pé (como você ficaria se fosse correr uma ultramaratona, por exemplo).
  • Proteção contra sujeira: após a prova, tire as meias (ou canelitos) e livre-se imediatamente de uma boa parte da sujeira pós-prova.
  • Calor: nos dias em que você fica em dúvida se deveria usar shorts ou leggings, meias longas ou canelitos podem prover aquecimento extra caso você escolha os shorts.

Como escolher uma meia de compressão?

Existem muitos modelos diferentes no mercado, que variam na quantidade de compressão oferecida, tipo de tecido usado, propriedades bactericidas, respirabilidade e amortecimento.

Ao escolher um par, leve em conta não só o tamanho do seu pé mas também o tamanho da sua panturrilha. Se suas meias estiverem tão apertadas que marcam muito a pele e causam desconforto, você precisa de um tamanho maior – o ideal é sentir sua perna sustentada, e não estrangulada.

Como vestir as meias de compressão?

Por serem feitas de um material elástico muito resistente, as meias de compressão podem ser um desafio para vestir. Uma boa dica é dobrar a parte superior da meia sobre a inferior, vestir o pé e só então desenrolar a parte de cima em direção ao joelho (vide ilustração abaixo).

Uma estratégia para vestir meias de compressão: dobrar a parte de cima sobre a parte de baixo, vestir o pé e só então desenrolar o restante da meia em direção ao joelho