compartilhe

0

Saúde

Corra com conforto no tempo seco

Não deixe que a baixa umidade do ar atrapalhe seu fôlego para treinar ao ar livre

Fernanda BeckPor
Fernanda Beck
Corredor participando da Cosan BSB City Half Marathon

Corredor participando da BSB City Half Marathon 2018, em Brasília (DF)

Inverno é sinônimo de tempo seco em várias regiões do Brasil, o que às vezes complica a vida de quem pratica atividade física na rua. Pensando nisso, conversamos com o médico do esporte Caio Senise, da Care Club Ipanema (RJ), que falou sobre os problemas que quem treina pode enfrentar nessa época do ano e deu dicas para manter a rotina de treinos com conforto. Confira.

Inscreva-se para a Cosan BSB City
Half Marathon! 10.11

Efeitos do tempo seco no corpo                 

Quando a umidade relativa do ar está baixa (abaixo de 50%), acontecem duas situações nocivas: o aumento da suspensão das partículas poluentes no ar (o que significa que inalamos uma quantidade maior delas) e o ressecamento das vias respiratórias.

A desidratação do organismo também é mais acentuada nessas condições, favorecendo a formação de muco e o entupimento das vias aéreas, dificultando a respiração e podendo levar a sangramento nasal.

Além da desidratação, o ressecamento das vias aéreas eleva o risco de infecções por fungos e bactérias e, consequentemente, a chance de pegar resfriado e gripe, além de desenvolver rinite e sinusite.

Quando treinamos no ar frio e seco também pode acontecer a chamada asma induzida pelo exercício (ou broncoespasmo induzido pelo exercício), que provoca sintomas como falta de ar e tosse. A condição climática também pode causar ressecamento da pele e dos olhos, o que não afeta o desempenho esportivo diretamente, mas gera incômodo.

Onde e quando treinar

Se a umidade está realmente baixa (abaixo de 35%), o ideal é evitar a prática outdoor. Prefira se exercitar em locais climatizados, como a academia, onde é possível controlar a umidade do ar com umidificadores e vaporizadores. Se quiser mesmo malhar na rua, procure ir antes das 9h ou após as 18h, quando a umidade tende a estar mais elevada.

Atenção à hidratação

Em dias frios e secos é normal transpirar menos, o que leva muita gente a negligenciar a hidratação – um erro! O tempo seco favorece a perda de líquido, então é importante se manter bem hidratado antes, durante e depois do exercício.

Amenizando os sintomas

Para quem sofre com o tempo seco, uma boa dica é lavar o nariz várias vezes por dia com soro fisiológico, a fim de manter hidratado e remover impurezas acumuladas nas vias aéreas superiores (nariz, faringe e laringe). Também vale se armar com lubrificantes oculares ou soluções específicas para esse fim (o colírio usado para irritações no olho pode não ser o mais indicado).