compartilhe

0

0

Saúde

Cross training: esportes para alavancar sua performance na corrida

Conheça as cinco modalidades mais indicadas para o cross training de corredores

Daniel VelosoPor
Daniel Veloso

Usado por corredores de diversos níveis, o cross training promete aumentar a capacidade física através da mistura de treinos de corrida com atividades de outros esportes. O Sua Corrida conversou com o Dr. Guilherme Dilda, médico do esporte da Care Club, sobre o assunto.

O profissional citou diversos benefícios de incorporar o cross training à rotina de exercícios, pois atividades diferentes garantem benefícios sem gerar o estresse causado pelo aumento do volume na corrida. “Fazer outras atividades é uma importante forma de se manter ativo quando há alguma lesão que limite a prática da corrida”, afirma Guilherme.

Guilherme indicou algumas modalidades para o cross training, e quais os benefícios que elas oferecem para corredores. Mesmo sem ter similaridades mecânicas, os esportes citados contribuem na construção de um corpo mais saudável e preparado.

  • Natação

Por não ter impacto articular, a natação é uma ótima opção para atletas que estão sofrendo com lesões. Mesmo exigindo movimentos diferentes, o esporte gera muitos benefícios. Entre eles estão o estímulo ao sistema cardiorrespiratório e o fortalecimento de braços e tronco. O esporte é uma opção relativamente barata para quem quer incorporá-lo já que o único requisito para a prática é ter acesso a uma piscina.

A natação previne o atleta de lesões de impacto (Foto: Shutterstock)

  • Ciclismo

Outra modalidade popular no cross training, que também estimula o condicionamento sem causar impacto. Guilherme cita outra grande vantagem: “Falando especificamente para atletas de corrida, o ciclismo também é uma possível melhora na cadência”. Para atletas que gostam de treinar ao ar livre, é uma opção mais apropriada do que a natação.

O ciclismo estimula o condicionamento físico (Foto: Shutterstock)

  • Remo

“Exercício muito interessante para melhorar o VO2 máximo”, aponta o especialista. O índice citado é conhecido como o consumo máximo de oxigênio e representa a capacidade aeróbica máxima de um indivíduo.

Além disso, ele afirma que o remo é excelente para ajudar na melhora da composição corporal, “um aspecto fundamental para o rendimento do corredor”. Diversos grupos musculares são incentivados neste esporte, muitos deles não trabalhados na corrida.

O remo desenvolve diferentes partes do corpo e ajuda na capacidade aeróbica (Foto: Shutterstock)

  • Artes Marciais

A primeira modalidade de contato da lista, artes marciais são interessantes por melhorar a força do core abdominal e dos membros inferiores. Guilherme também lembra que a prática “é capaz de melhorar a agilidade, uma capacidade física importante para o corredor”.

Artes marciais proporcionam aumento da agilidade (Foto: Shutterstock)

  • Tênis

Para o especialista, o tênis é um esporte interessante por ter a intensidade ditada pelos próprios jogadores. Segundo ele, o principal benefício é o estímulo à parte aeróbica do corredor. Além disso, o esporte pode ser visto como como um aliado na otimização da composição corporal.

Diferente dos primeiros exemplos, este esporte não é indicado para atletas com problemas nos joelhos.

A variação de intensidade do tênis beneficia os atletas (Foto: Shutterstock)

Mesclar esportes é uma tendência incentivada pelos treinadores e as sugestões de Guilherme são bons exemplos para os interessados. Vale a pena considerar o cross training na preparação para as suas corridas e desafios pessoais.