compartilhe

0

The Finisher

Rafaela Bueno: RWR marca momento de superação e felicidade

Em preparação para a Maratona de Chicago, a corredora paulistana vai participar da Run Walk Run após se recuperar de uma lesão por estresse

Redação WRunPor
Redação WRun

 

 

A corredora Rafaela Bueno, 26 anos, tem uma história que diz muito sobre sua força e dedicação. Por anos ela sofreu com distúrbios alimentares e se sentia incapaz de encontrar um equilíbrio entre alimentação saudável, atividade física e satisfação com a autoimagem. Hoje, Rafa tem uma conta no Instagram com mais de 36 mil seguidores, participa de maratonas – “Sempre tive uma queda por distâncias longas”, diz – e integra a Zoom Squad, equipe de corrida da Nike.

A corredora Rafa Bueno durante prova em São Paulo

A corredora Rafa Bueno durante prova em São Paulo

Batemos um papo rápido com a Rafa para saber por que ela escolheu participar da Run Walk Run , prova que propõe intercalar corrida e caminhada, um método criado pelo norte-americano Jeff Galloway em 1974. A proposta possibilita corridas mais equilibradas, que muitas vezes resultam em tempos mais rápidos do que os de alguém que corre a mesma distância ininterruptamente. “É tudo uma questão de saber dosar o esforço”, garante Rafa. Confira a conversa.

Desde quando você corre? 

Desde 2011, já são mais de oito anos. Comecei a correr para tentar me recuperar de anorexia e bulimia.

Performance é o seu foco na corrida? 

Não é o principal pra mim, apesar de agora eu estar até integrando a Zoom Squad – estamos, inclusive, nos preparando para participar da Maratona de Chicago, em outubro. Mas para mim o fundamental é o bem-estar que a corrida proporciona, a vida que ela me levou a ter.

Por que você decidiu participar da RWR?

Estou em um momento propício para participar desta prova porque estou voltando de uma fratura por estresse no osso do sacro. Fiquei cerca de três meses sem poder correr. Vou participar da Run Walk Run como uma forma de marcar minha recuperação da lesão e incentivar pessoas que estão começando a correr ou voltando após um período de afastamento, como eu.

A corredora Rafa Bueno

Acha que seu tempo vai ser maior por intercalar corrida e caminhada?

O atleta que souber intercalar corrida e caminhada com eficiência pode fazer um tempo menor do que alguém que decidir só correr e acabar correndo mais devagar ou até quebrando. O importante é saber dosar o esforço a cada momento e encontrar um equilíbrio que trará mais eficiência.

Qual o papel da corrida na sua vida?

O esporte teve importância fundamental não só na minha recuperação, mas em como me vejo e como me desenvolvo como pessoa. Correr maratonas mudou a minha vida. O esporte me deixa feliz e disposta e me faz sentir forte e capaz. Isso foi algo que mudou muito, pois antes era diferente: me sentia fraca e não tinha vontade de fazer nada. Por muito tempo tive vergonha do meu corpo; hoje tenho orgulho dele e de tudo o que ele é capaz de fazer.