compartilhe

0

0

Treino

14 motivos para encarar a meia maratona

Encarar os 21 km pode aumentar a sua motivação no treino, ajudar na perda de peso e muito mais!

RedaçãoPor
Redação

 

motivos para encarar a meia maratona

Para os corredores que já estão confortáveis nos treinos de 10 km, a monotonia pode aparecer e, junto com ela, o desejo de correr provas mais longas. Se este é o seu caso, talvez seja interessante iniciar um novo desafio e partir para os treinos de meia maratona. Para ajudá-lo a tomar essa decisão, preparamos uma lista com 14 motivos para sair dos 10 km e dobrar a distância.

1 Quebra de monotonia. Volume, intensidade e frequência de treino serão modificados, o que dá mais dinamismo às corridas (cada sessão será diferente).

2 Novo desafio. Se os 10 km já ficaram fáceis, o estímulo diminui. Partir para os 21 km trará mais compromisso com o treinamento.

3 Perda de peso. Mais 55% de quilometragem, quatro vezes por semana, em média, é o que você enfrentará nos treinos. Logo, o metabolismo será estimulado e a perda de peso será maior.

4 Menos impacto… Em meias maratonas, a intensidade é mais baixa, pois se corre entre 90% e 95% da velocidade das provas de 10 km.

5 … E menos lesões! A velocidade ligeiramente mais baixa também diminui o risco de lesões.

6 Ganho de resistência. Uma prova longa exigirá mais de sua capacidade aeróbia devido à duração maior, enquanto os 10 km requerem mais potência e velocidade.

7 Facilidade na largada. Como a distância costuma atrair atletas mais experientes, os participantes respeitam mais a divisão de pelotões por pace. Resultado: você dificilmente terá de ultrapassar pessoas mais lentas que você e, por isso, seu ritmo flui melhor desde os primeiros quilômetros.

8 Satisfação pessoal. Como a dedicação aos treinos é maior e a duração da prova também, a sensação de “dever cumprido” e de orgulho na chegada é proporcional.

9 Treino interativo. A menor intensidade dos longões permite chamar as amigas para aumentar a motivação, batendo um papo ou curtindo a paisagem enquanto correm.

MAIS
Complete a meia maratona a 6 min/km
O que comer antes e depois da prova

10 Aptidão física cardiorrespiratória. Respiração, circulação e músculos tendem a ficar melhores, caso a futura meia maratonista ainda não tenha atingido o seu ápice nos 10 km.

11 Prévia da maratona. Os 21 km são muito utilizados como controle e estratégia para quem deseja um dia partir para uma maratona, funcionando como uma projeção de performance.

12 Mais paciência. A necessidade de realizar pelo menos um treino longo durante a semana exige condicionamento psicológico e controle da ansiedade, essenciais para qualquer prova.

13 Ritmo nas passadas. Quanto maior a distância, maior o desafio de controlar o ritmo. Com os longões progressivos (em que o pace diminui aos poucos), é mais fácil se aprimorar.

14 Menos sofrimento. Como os 21 km levam mais tempo para serem completados, a maior parte das provas tem largada cedo, o que garante maior conforto térmico e segurança durante a prova.

Fontes: Cláudio Castilho, técnico do Clube Pinheiros e diretor-técnico da Saúde e Performance; Nelson Evêncio, diretor-técnico de assessoria homônima; Raul Santo de Oliveira, fisiologista do exercício membro e pesquisador do Centro de Medicina e da Atividade Física e do Esporte – CEMAFE – UNIFESP.

Publicado originalmente em 07/06/2016