compartilhe

0

1

Treino

5 dicas para respirar melhor durante a corrida

Pela boca ou pelo nariz? De forma longa ou curta? Treinador responde estas e outras dúvidas comuns sobre este assunto

Olavo GuerraPor
Olavo Guerra
Respirar melhor durante a corrida

Respirar melhor durante a corrida

Respirar melhor é tão importante quanto difícil (pelo menos para os iniciantes) na corrida. Encontrar um meio (pelo nariz ou pela boca) e um ritmo confortável é bem pessoal, mas de acordo com César Augusto de Oliveira, treinador da MPR Assessoria Esportiva, aprimorar a maneira como você inspira e expira o ar é determinante para ir mais longe e mais rápido na atividade, seja qual for o seu objetivo.

É por meio dessa ação involuntária (mas que, realizada no piloto automático, não é todo mundo que costuma prestar atenção) que se consegue o aporte necessário de oxigênio para a realização do exercício. “Ter a capacidade de suprir essa demanda aprimora o desempenho na corrida”, comenta o especialista.

MAIS
Não deixe a dor nas costas atrapalhar seu treino
Os problemas de saúde mais comuns durante e após a corrida
Planilha: meia-maratona abaixo de 2h

Segundo o treinador, é importante o ideal é manter um ciclo constante de inspiração e expiração em tempos parecidos. “Conforme o esforço fica mais intenso, o controle respiratório se torna mais difícil”, lembra Oliveira. Ou seja, acertar o ritmo respiratório pode levar um tempo. César separou cinco dicas que vão ajudar você a respirar melhor ao longo da sua sessão de corrida:

1. Respire melhor pela boca

Não existe um único padrão correto e a experiência é que ajuda a encontrar a respiração mais confortável na corrida. Pode ser até que você já tenha escutado o contrário, mas respirando pela boca é possível inspirar mais oxigênio (garantindo o oxigênio necessário para que realizar o esforço) e expirar uma quantidade maior de dióxido de carbono.

2. Constante e confortável

Tente correr em uma velocidade em que consiga facilmente manter o ritmo respiratório escolhido. Utilize o teste da conversa para descobrir se as passadas estão apropriadas: a ideia é poder falar sentenças completas sem sentir falta de ar. Mais: procure manter os passos sincronizados com a forma com que respira.

3. Fortaleça

Realizar um bom trabalho de fortalecimento dos músculos que auxiliam o movimento respiratório – abdômen, diafragma, intercostais (entre as costelas) e paravertebrais (costas) – é outra atitude que ajuda a encontrar uma respiração eficiente.

4. Use a barriga para respirar melhor

Durante a corrida, o melhor é utilizar a região abdominal (e não o tórax) para aproveitar melhor o oxigênio inspirado. Para se acostumar, faça um teste deitado: inspire o ar de modo que a barriga inche e expire até que ela murche. Treine assim forma e tente aplicar a técnica à corrida.

5. Curta e superficial

Ao contrário das técnicas de respiração indicadas para relaxamento e concentração, durante o exercício não é possível manter inspirações e expirações longas e profundas por muito tempo. Saiba que respirar de forma rápida e superficial nessa situação é normal. Utilize o recurso de alongar a respiração em uma subida ou outro momento de maior esforço.

DICA EXTRA

Se você tem algum tipo de problema respiratório, como asma ou bronquite, cuidado com os treinos nos dias frios e secos. Converse com seu médico para saber a melhor forma de proceder para render bem no esporte sem prejudicar a saúde.