compartilhe

0

0

Treino

Você alonga antes de correr? É melhor não parar!

Estudo mostra que se um atleta está acostumado a alongar-se, deixar de realizá-lo pode dobrar o risco de lesão

RedaçãoPor
Redação

Não é de hoje que estudos mostram que fazer alongamento antes de correr não faz diferença quando o assunto é ganho de performance ou prevenção de lesões. Mesmo assim, basta ir a qualquer parque no fim de semana para ver inúmeros atletas amadores, muitos deles experientes, esticando os músculos antes do treino. Perda de tempo? Talvez não…

Um estudo conduzido por Daniel Pereles, ortopedista americano especialista em medicina esportiva, a pedido da USA Track & Field (a Associação de Atletismo dos EUA), acompanhou 2.729 pessoas que correm ao menos 16 km por semana durante quase dois anos para avaliar o alongamento na corrida.

MAIS
17 nutrientes essenciais para quem corre
O que comer antes e depois da prova

O objetivo foi identificar o papel do alongamento na prevenção de lesões e quais as principais causas de contusões no esporte. Como já era previsto, não houve diferença significativa no número de lesões sofridas por quem alongou ou não. Entre os atletas que fizeram esse exercício antes de correr, 9% se machucaram, contra 11% do outro grupo.

Porém, a pesquisa revelou um fato curioso. Quando atletas que estavam acostumados a “esticar o músculos” antes do treino pararam de fazer isso, o índice de lesão aumentou mais do que o dobro.

Portanto, se você sempre fez alongamento na corrida, não está errado em achar que isso é bom para evitar problemas nos músculos e articulações. Mesmo que estudos e especialistas sugiram o contrário, parece que continuar se alongando é uma boa escolha.

Principais causas de lesões

O grupo de cientistas liderados por Daniel Pereles listou os fatores que mais aumentam o risco de lesão na corrida. Confira:

Índice de massa corporal (IMC)

Quanto mais pesado o atleta, maior a possibilidade de ele se machucar. Portanto, além de fazer exercícios, mantenha um cardápio equilibrado.

Idade

Conforme os atletas envelhecem, o número de lesão tende a crescer.

Volume semanal

Evite elevar excessivamente (em mais de 20%) a distância que você corre ao longo de uma semana.

Histórico de lesões

Corredores que se machucaram nos últimos quatro meses têm maior possibilidade de sofrer uma nova contusão (no mesmo local ou em outra região do corpo). Se for seu caso, capriche no fortalecimento muscular e controle bem o volume de treino semanal para driblar novos problemas.

*Originalmente publicada em  7 de junho de 2016