compartilhe

0

0

Treino

É melhor fazer musculação antes ou depois de correr?

A combinação dos dois treinos pode melhorar (e muito!) o seu desempenho no esporte

Paulo ZogaibPor
Paulo Zogaib

Musculação: antes ou depois da corrida?

Muitas pessoas têm essa dúvida. E a resposta é: tudo depende do tipo de treino de musculação e corrida que você vai realizar.

Por exemplo: se o treino na academia for pesado, com foco em potência ou força máxima, o trabalho aeróbico é muito útil após a musculação. Isso porque, durante a malhação, o carboidrato é utilizado como principal combustível para a produção de energia, o que causa a formação de metabólitos, em especial o ácido lático. O exercício aeróbico subsequente à musculação, além de melhorar a capacidade cardiorrespiratória, vai facilitar na remoção desses metabólitos e ajudar na recuperação.

Agora, se o trabalho de musculação for voltado para o ganho de resistência muscular localizada, ele se torna muito próximo de uma atividade aeróbica. Nesse caso, talvez não faça muita diferença se você correr antes ou depois da musculação.

MAIS
Os melhores treinos para ganhar velocidade
O guia do treino longo

Combine as atividades

Algumas estratégias de treino podem até mesclar as duas práticas. Você pode fazer, por exemplo, três exercícios de musculação e depois ir para a esteira (ou para a bike) e ficar ali cinco, seis, sete minutos. Depois, executar mais três exercícios de força. Isso tudo vai depender das cargas usadas tanto na musculação quanto na corrida.

Para concluir, de uma forma geral, se o trabalho na musculação é muito pesado, acho que vale a pena optar pelo trabalho aeróbico posterior. Se o treino aeróbico é mais intenso, visando melhorar a velocidade, por exemplo, ele vai acabar se confundindo com o trabalho de potência que você esteja fazendo na musculação. Já se os treinos não forem tão pesados, talvez dê para mesclar os dois trabalhos.

*Paulo Zogaib
  é especialista em medicina do esporte e fisiologia e médico da GO! Centro de Saúde e Performance Esportiva, em São Paulo.

**Originalmente publicado em 3 de novembro de 2016