compartilhe

0

0

Treino

Ganhe velocidade com pistas de atletismo

Confira as vantagens e desvantagens de incluir as pistas em sua planilha de treinos

RedaçãoPor
Redação

pistas de atletismo

Independente do objetivo final e da distância almejada, incluir a pista de atletismo na periodização é extremamente útil para o ganho de performance. E, para quem deseja focar nos treinos de intensidade, o terreno é o ideal – principalmente em distâncias mais curtas.

As passadas na pista traz diversos benefícios ao corredor. Entre elas, a possibilidade de aprimorar a velocidade. “É possível ter um controle maior sobre as passadas”, aponta Alexandre Maximiliano, treinador da Start Assessoria Esportiva. Outra vantagem da pista é a ausência de obstáculos urbanos. “Nela consigo ter mais qualidade na preparação, como em treinos de tiros, nos quais não preciso me preocupar com buracos, carros, pedestres e semáforos”, enumera Eduardo Abreu, 45, publicitário, corredor há 11 anos e que inclui treinos nesse terreno na planilha.

A pista também é apontada pelos treinadores como local ideal para correções posturais. “Como o corredor não se distancia do técnico, é possível descobrir erros, otimizar a passada e melhorar a biomecânica do movimento”, afirma João Paulo Pachela, treinador da Quark Saúde e Performance.

MAIS
Evolua com treinos em pista de atletismo
Inclua subidas e descidas nos seus treinos

Pista x rua

Os adeptos de treinos em pistas de atletismo devem alternar a preparação também com a rua. Para quem tem uma corrida de longa distância como objetivo final na periodização, o asfalto deve ser valorizado ainda mais. “É o ambiente que o atleta encontrará na corrida”, justifica João Paulo Pachela, treinador da Quark Saúde e Performance.

Vantagens

  • Facilidade para correção de postura e melhora da biomecânica;
  • Precisão exata na medição da quilometragem percorrida;
  • Realização de treinos de velocidade sem a preocupação com obstáculos urbanos.

Desvantagens

  • Em pistas em que não é possível correr em dois sentidos, pode haver sobrecarga lateral nos quadris, joelhos e tornozelos;
  • Quem corre provas de rua deve realizar a maior parte da preparação no asfalto;
  • Para treinos longos, é monótono percorrer sempre o mesmo percurso.
*Originalmente publicada em 4 de agosto de 2014