compartilhe

0

2

Treino

5 dicas para acertar a postura durante a corrida

Correr com a postura correta é importante para ter um bom desempenho e ficar longe de lesões

RedaçãoPor
Redação

Postura correta

Roupas confortáveis, tênis adequado e força de vontade. Isso é tudo de que você precisa para começar a correr. Entretanto, à medida que evolui no esporte, você percebe que há mais pontos a se levar em consideração a fim de aprimorar o rendimento.

Poucos atletas iniciantes dão valor à postura adequada durante as passadas, por exemplo. Mas ela não apenas pode ajudá-lo a correr melhor como evitar possíveis lesões por repetição. Por isso, concentre-se nestas cinco dicas simples e fundamentais para ir mais longe com segurança.

1. Empurre o solo

Na transição da fase de apoio do pé no solo para a propulsão, concentre-se em empurrar com força o chão antes de flexionar o joelho. Isso vai fazê-lo ganhar mais impulso à frente. Assistir a vídeos de corredores de elite em ação ajuda a ter uma ideia do poder das passadas realizadas dessa maneira.

2. Pés, joelhos e quadris alinhados

Certifique-se de que o pé atinja o chão alinhado com o joelho e o quadril a cada passada – e não à frente deles, o que pode provocar lesão. Cuidar disso é mais importante até do que controlar com qual parte do pé você toca primeiro no chão (antepé, médio pé ou calcanhar).

3. Passadas curtas e rápidas

Engana-se quem pensa que passadas mais largas são necessariamente sinônimo de resultado. Aterrissar com o pé da frente muito longe do de trás obriga a estender muito a perna, o que, na aterrissagem, gera impacto forte demais e abre espaço para lesão. Isso impede, inclusive, a regra anterior, de pisar com pés e joelhos alinhados.

MAIS
Corra com postura
Qual é o jeito certo de pisar ao correr?

4. Corpo ereto

Procure manter o corpo todo alinhado (costas, quadris e pernas), com uma ligeira inclinação à frente a partir dos tornozelos – e não da cintura. Mas isso deve acontecer naturalmente, sem esforço.

5. Movimente os braços

Mantenha os cotovelos flexionados a 90 graus (ou menos) durante o movimento. Ao balançar os braços com as passadas, as mãos devem se deslocar em uma linha imaginária que vai da altura do queixo até a linha da cintura, com os cotovelos ultrapassando o tronco. Os ombros e o pescoço devem ficar relaxados e as mãos soltas – não as cruze na frente do corpo – a fim de manter o balanço adequado.

Subidas e descidas pedem alguns ajustes na postura:

Subida

  • Mantenha a cabeça e o peito alinhados e os ombros, relaxados e para trás.
  • Em vez de dar passadas largas, foque-se em realizar passos curtos (quase pequenos saltos) e pisar com o pé inteiro no chão – usar apenas a ponta pode dar a sensação de ganhar mais propulsão, mas sobrecarrega as panturrilhas.
  • Não se incline demais à frente nem flexione o tronco a partir da cintura.

Descida

  • Controle a descida concentrando a força no core e nas pernas. Cuidado para não “despencar” e acabar precisando frear bruscamente, o que sobrecarrega os joelhos.
  • Mantenha pescoço, braços e ombros relaxados e punhos soltos.
  • Dê passadas suaves e com o pé inteiro no chão – não deixe que eles batam com força no chão.

Lembre-se: a corrida não precisa ser científica ou complicada. Concentre-se nesses fundamentos e em conhecer seu corpo durante o exercício. Com isso, você vai notar progresso em pouco tempo.

*Originalmente publicada em 27 de janeiro de 2016