compartilhe

0

0

Treino

Respirar pela boca ou pelo nariz?

O tipo de respiração durante a corrida é uma dúvida recorrente. Especialista soluciona a questão

RedaçãoPor
Redação

Muitos corredores, e não só os iniciantes, têm dúvidas quanto ao que é melhor: respirar pela boca ou pelo nariz. Quando a intensidade do treino aumenta, é comum que se recorra à respiração bucal. Mas será que isso prejudica a performance – ou até mesmo a saúde?

Segundo o professor Sergio Eduardo Perez, do Laboratório de Fisiologia do Exercício da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), não há muitos motivos para se preocupar.

“Não existe um padrão respiratório ou técnica que deva ser treinada pelo corredor. A ventilação pulmonar é ajustada pelo organismo em sintonia com a demanda metabólica”, tranquiliza o fisiologista. “Nosso organismo faz isso automaticamente. À medida que um corredor vai desenvolvendo seu treinamento, naturalmente vai se adaptando a uma melhor forma”, acrescenta.

MAIS
Volta aos treinos sem lesões
Hidratação pós-treino: suco de melancia com morango

Há quem diga que a respiração nasal é mais adequada, por permitir melhor aquecimento e umedecimento do ar antes que este chegue aos pulmões. No entanto, Perez afirma que, durante a corrida, isso não é uma regra.

“Quando a demanda respiratória é muito grande, acaba-se por desenvolver a respiração bucal, uma vez que a resistência à passagem do ar é menor. Isso não interfere na performance aeróbia. Respirar pela boca ou pelo nariz depende exclusivamente do conforto do corredor ”.

Se, mesmo seguindo uma periodização de treinos e respeitando seus limites, o corredor apresentar dificuldades para respirar (dispneia), deve procurar um médico especialista para investigar se há algum problema.