compartilhe

0

0

Treino

Os benefícios do spinning para o corredor

A aula aumenta a resistência, fortalece o corpo e mais

RedaçãoPor
Redação

spinning

Spinning, bike indoor, RPM, bike class… Chame como quiser, mas esta é uma das aulas mais tradicionais, animadas e lotadas de qualquer academia. “Predominantemente aeróbica, a atividade proporciona uma melhora do condicionamento cardiovascular e ajuda a emagrecer”, explica Flávia Carmona, professora da unidade Osasco da Fórmula Academia.

Com duração entre meia hora e cinquenta minutos, o spinning conta com diversos tipos de aula: de montanha, intervalo aeróbico, intervalado anaeróbico, contra relógio, intervalado limiar, mix e estrada. “O treino adota o sistema de treinamento de cadências (rotações por minuto, RPM) entre 60 e 110 RPM”, comenta a treinadora.

MAIS
3 treinos para turbinar a corrida na esteira
Musculação para corredores: mais carga ou mais repetições?

Os benefícios para o corredor são muitos. “Emagrecimento, já que pode gastar entre 500 e 700 calorias por aula, segurança, pois é feita na academia e com a supervisão de um profissional, condicionamento cardiovascular, fortalecimento dos glúteos, abdômen, pernas e lombar, melhora da circulação sanguínea e linfática, redução do colesterol e da pressão arterial, diminuição do risco de doenças coronarianas e alívio do estresse”.

Além de todos os melhoramentos já citados, a professora indica o spinning como uma boa atividade para se fazer nos dias de intervalo da corrida – a recuperação ativa. “É mais suave, tem menos impacto para as articulações, o que ajuda a poupar o joelho e a coluna, áreas bem exigidas entre os atletas que correm.”

A atividade é contraindicada para pessoas com problemas cardíacos – sem a liberação de um médico –, lesionadas ou com comprometimentos em graus elevados na coluna e nos joelhos. “Alunos com epilepsia também devem evitar, caso a sala tenha luz negra ou pisque de forma contínua”, recomenda.

*Originalmente publicada em 28 de outubro de 2015