compartilhe

Nutrição

8 alimentos que parecem saudáveis, mas não são

Eles têm nomenclaturas aparentemente perfeitas para quem segue uma alimentação equilibrada, porém não trazem tantos benefícios para a saúde como prometem. Descubra aqui quais os produtos que podem sabotar a sua dieta

Por
iguanasports

A cena é comum: você olha para a prateleira do supermercado, se encanta com aquele produto cuja caixinha está repleta de imagens de frutas e decide comprá-lo para incluir na dieta. Cuidado, você corre o risco de estar levando gato por lebre. A fruta pode aparecer apenas no aroma (e na embalagem) e o alimento não ser tão saudável quanto parece.

Para escapar desse tipo de cilada, é importante sempre ler o rótulo (os itens que aparecem em primeiro lugar são os presentes em maior quantidade na composição). Muitos produtos realmente parecem bons, mas contêm grandes quantidades de conservantes, aditivos, açúcar, gordura trans, além de sódio e corantes – substâncias prejudiciais à saúde.

As nutricionistas Samantha Peixoto Silva e Carolina Grehs elaboraram uma lista com 8 alimentos que dão a impressão de ser saudáveis, mas que podem ser os vilões da sua dieta. Confira!

 

Embutidos light

Peito de peru, blanquet e presunto magro, apesar de terem menos calorias do que outros embutidos (salame, mortadela, salsicha), são como qualquer alimento desse grupo: repletos de sódio e conservantes. Em excesso, essas substâncias podem causar hipertensão, retenção de líquido e até alguns tipos de câncer.

 

Cereais matinais

Eles podem ter muito açúcar e carboidratos simples. Se você não abre mão de consumir cereais no café da manhã, prefira os ricos em fibras (pelo menos 5 gramas por porção). A substância dá saciedade e evita picos de insulina (hormônio que incentiva o estoque de gordura abdominal).

 

Pães integrais

A legislação brasileira não exige uma quantidade mínima de grãos integrais para que o alimento se enquadre nessa categoria. Ou seja, o fabricante pode chamar um produto de integral mesmo que, na composição, a proporção de farinha refinada seja maior. Fique de olho nos ingredientes: os que aparecem em primeiro na lista estão presentes em maior quantidade no pão.

 

Biscoitos integrais

Existem vários biscoitos que são classificados como integrais, mas, além de grãos e farinha desse tipo, possuem também açúcar, farinha refinada e conservantes. Muitas vezes, são rotulados como “0% gordura trans”, mas têm esse ingrediente. Isso ocorre porque há uma brecha na legislação que permite uma quantidade pequena de gordura trans (menor ou igual a 0,2 g), que pode aparecer no rótulo como gordura vegetal hidrogenada, parcialmente hidrogenada ou gordura vegetal.

 

Iogurtes com frutas

Apesar dos pedacinhos de fruta, costumam ter também geleia e açúcar. Fruta mesmo? Pouquíssima! Para confirmar, basta olhar a quantidade de fibras na tabela nutricional do produto: fica perto de zero. Os iogurtes com sabor, inclusive as versões sem açúcar, ainda possuem aromatizantes, conservantes, corantes, espessantes e outros aditivos químicos. Prefira o iogurte natural.

 

Barras de cereais

Elas viraram sinônimo de lanche saudável, mas muitas passam longe disso e são basicamente um doce. Além de açúcar, são feitas com flocos de milho e arroz, cereais de alto índice glicêmico. Ao serem digeridos, esses alimentos são rapidamente convertidos em glicose (açúcar) pelo organismo e geram um pico de insulina.

 

Sucos prontos

O refresco em pó possui somente 1% (ou menos) de fruta. Ele é feito basicamente de açúcar, corantes, aromatizantes artificiais e aditivos. Já os néctares têm de 25% a 50% de polpa de fruta, dependendo do sabor. O restante é água e açúcar (geralmente os dois são os primeiros itens na lista de ingredientes). Se você não abre mão de um suco, fique com o integral.

 

Gelatinas

Geralmente consideradas ótimas opções de sobremesa, pois não têm muitas calorias (cerca de 50 por porção) e ainda são fonte de colágeno. O problema é que gelatina nada mais é do que água com açúcar, corantes, aromatizantes, aditivos e, às vezes, um pouquinho de polpa de fruta. Quer um doce saudável depois da refeição? Vá de fruta in natura.