compartilhe

Treino

9 coisas que um corredor não deve fazer

O treinador Leandro Sandoval lista alguns cuidados para você correr melhor e com saúde

Redação WRunPor
Redação WRun

A prática de exercícios físicos está ganhando novos ares depois do isolamento social provocado pelo COVID-19. Os especialistas garantem que a busca por atividades ao ar livre anda crescendo consideravelmente, uma vez que as pessoas passaram muito tempo confinadas, sem ver a luz do sol. Por isso, a corrida, que já era um esporte cada vez mais procurado por quem quer perder peso, melhorar a qualidade de vida ou simplesmente adicionar uma atividade física em sua rotina, deve ter mais e mais adeptos. E isso merece atenção: a falta de orientação pode trazer riscos para a prática. O treinador Leandro Sandoval lista 9 coisas que um corredor não deve fazer.

1. Participar de uma prova virtual sem treinar

Não importa a distância: treine antes de fazer a prova. Correr sem o devido preparo pode causar lesões, mal estar e até desmaios. Comece aos poucos e vá evoluindo conforme o seu condicionamento físico permitir.

2. Correr sem orientação

A corrida é algo natural, mas também exige gestos específicos. Para evitar lesões e correr com saúde, o ideal é contar com o auxílio de um profissional especializado.

3. Enrolar-se em plásticos

Muita gente passa plástico-filme – aquele de cozinha mesmo – nos braços, nas pernas e na barriga e vai correr, pois ouviu dizer que isso emagrece. E depois de tanto tempo parado, quem não quer dar aquela afinada? Mas é tudo balela. Na verdade, isso só gera uma imensa desidratação. Logo, dificultará a corrida e causará danos ao corpo – sem promover a esperada queima de gordura.

4. Usar pesos excedentes

Algumas pessoas colocam caneleiras de peso nas pernas na hora de correr a fim de fortalecer a musculatura. Contudo, isso não traz nenhum benefício e aumenta o impacto da corrida – o que, certamente, afetará as articulações. O ideal é aliar um trabalho de força muscular específico para obter ganhos.

5. Treinar em jejum

Até existem exceções de atletas que preferem correr em jejum, mas, no geral, se você ainda não conhece bem o seu corpo no esporte, prefira treinar sempre alimentado para não correr riscos de sofrer com picos de hipoglicemia e hipotermia.

6. Hidratar-se mal

Se tem uma coisa que o corredor não deve fazer é hidratar-se mal. Você sabia que uma boa contração dos músculos depende também da água? A dica parece simples, mas vale sempre o recado: mantenha-se hidratado ao longo de todo o dia e reponha bem os líquidos depois de correr.

7. Correr com dor

Não existe essa máxima de que é normal corredor sentir dor? Pois quando a dor ocorre é importante diminuir ou até parar para que seja analisado o motivo. Ao sentir qualquer sintoma, procure um médico e evite que um problema simples deixe você de molho por dois ou três meses.

8. Esquecer-se do aquecimento

Você nunca deve correr com o corpo frio. O aquecimento prepara o corpo para a corrida, aumentando o fluxo sanguíneo na musculatura e também a lubrificação nas articulações. Antes de cada treino, faça de 5 a 10 minutos de caminhada ou corrida leve.

9. Usar um tênis inadequado

Esqueça o design e as cores e foque em escolher um tênis adequado para o seu tipo de pisada. Várias lojas especializadas contam com serviços que indicam a forma como você pisa. Converse com um treinador também, pois ele o ajudará a fazer a escolha certa.

What do you want to do ?

New mail

 

What do you want to do ?

New mail

What do you want to do ?

New mail